Início / Bahia / Ibirataia: Servidores do município reivindicam salários atrasados

Ibirataia: Servidores do município reivindicam salários atrasados

Na tarde de terça-feira (25), um grupo de servidores municipais de Ibirataia decidiu se reunir no jardim da praça Basílio Miguel de Souza com o objetivo de pressionar o prefeito Marcos Aurélio a efetuar o pagamento do salário do mês de setembro, que já acumula 25 dias de atraso.

servidores-ibirataia

Segundo um funcionário, não há qualquer informação da prefeitura sobre previsão de pagamento. “Desde que foi derrotado nas eleições, o prefeito vem desativando serviços essenciais na saúde e educação, a limpeza pública está precária e os salários dos servidores estão atrasados. É um final de mandato caótico, pra quem pregava na campanha eleitoral que possuía as mãos limpas”, afirmou o servidor a nossa reportagem.

Uma advogada que participou do protesto disse que estará movendo um Mandado de Segurança requerendo o bloqueio de verbas, para que os próximos meses sejam pagos. “Salário é verba alimentar, sendo, na maioria das vezes, a única fonte de renda familiar dos servidores. É desumana a atitude do Gestor, esperamos que o Judiciário atue com rapidez e garanta o direito dos servidores de receberem seus salários”, afirmou a causídica.

Alguns dos servidores com salários atrasados são funcionários há mais de 20 anos e ainda possuem a amarga lembrança de que o prefeito Marcos Aurélio também foi secretário de finanças na gestão do ex-prefeito José Antonio da Costa, responsável pelo maior atraso de salário da história de Ibirataia.

Ao site Giro em Ipiaú, a assessoria de comunicação da prefeitura informou que a dificuldade em pagar os funcionários se deve ao parcelamento do INSS, que teria recolhido parte do repasse da União ao município.


fonte: Ubaitaba.com

Sobre Leide Silva

Veja Também

Collor anuncia que é pré-candidato à Presidência da República pelo PTC

O senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) anunciou nesta sexta-feira (19) que pretende se candidatar novamente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *